quinta-feira, 29 de outubro de 2009

A PMDF indicará Oficiais Superiores para cargos no DPKO em Nova York

A PMDF novamente demonstra estar na vanguarda quando o tema é missão de paz. A seguinte notícia foi extraída do blog do Tenente Carrera:
"O Comando de Operações Terrestre (COTER), do Exército Brasileiro, promoverá um processo seletivo a fim de selecionar oficiais da PMDF, e de outras Corporações PM, para ocupar dois cargos no Departamento de Operações de Paz (DPKO) da ONU em NY.
1 vaga de P-4 para Tenente Coronel PM + 1 vaga de P-4 para Major PM
Pré-requisitos para indicação do Comandante-Geral:
1. PM da ativa e graduado na Academia da PM;
2. Cursos de mestrado, graduação, pós-graduação ou especialização na área de justiça criminal, direito, ciência política ou outros campos relevantes;
3. Comprovada proficiência, oral e escrita, no idioma inglês e desejável conhecimento de segundo idioma oficial da ONU, preferencialmente o francês;
4. Experiência em Missão de Paz;
5. Não ter sido condenado ou estar sendo processado ou sob investigação por ofensas criminais ou disciplinaresç
7. A escolha será feita inicialmente pelo EB, após análise da documentação, e posteriormente em entrevista agendada pelo DPKO (com os pré-selecionados)
8. Período de 2 anos, como secondment
PS = Prazo para entrega da documentação=29 de outubro de 09
Trata-se de excelente oportunidade para a Corporação PM que não pode deixar de ser preenchida. Existe na PMDF um movimento positivo nesse sentido, com o interesse pelo tema por parte do Comando e de todos os níveis da instituição, dada a importância dessa oportunidade, antiga aspiração dos veteranos de Missão de Paz."

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Reunião Preparatória de Operação no Comissariado de Carrefour - Porto Príncipe

Ainda dentro da idéia de dar uma amostra da realidade das operações no terreno aos futuros UNPOLs brasileiros encontrei em meu arquivo pessoal de vídeos e fotos este vídeo de uma reunião preparatória para uma operação na região de Carrefour, um dos bairros mais populosos de Porto Príncipe. A Diretoria de Operações - DIROPS - uma das diretorias ligadas diretamente ao comando da missão policial é responsável pelo planejamento e coordenação das operações conjuntas envolvendo militares, policiais haitianos-PNH- e policiais da ONU em todo o território do Haiti. O vídeo mostra uma visita da equipe da DIROPS (eu e um UNPOL Nigeriano) ao Comissariado de Carrefour (quartel que pode ser comparado em termos de estrutura organizacional da PNH a um dos nossos Batalhões). Pode ser visualizado que dentro deste quartel existe uma sala especialmente destinada aos UNPOLs que trabalham em conjunto e em monitoramento das atividades policiais haitianas daquele bairro. Na oportunidade fomos recebidos pelo Comissário da PNH (um T Cel, se comparado a nossa estrutura policial) o qual desloca até a sala dos UNPOLs para a reunião. Nesta reunião o Comissário apontou as necessidades de operações policiais, nos repassou as informações que dispunha, localizamos os pontos críticos em um mapa atualizado da região e, após o término da reunião, deslocamos na companhia do Comissário para realizarmos um reconhecimento da área. Participam de uma reunião preparatória todos os envolvidos na operação. Podemos visualizar, então, UNPOLs, Policiais Haitianos e militares do Sri Lanka - responsáveis pela segurança na área de Carrefour. Cabe salientar que os militares boinas azuis, cada batalhão, recebe uma área de responsabilidade dentro da capital e tem como missão, nestes tipos de operação, a segurança de perímetro para que a polícia execute a missão dentro da área escolhida. Revistas e eventuais prisões são realizadas pelos policiais haitianos, os UNPOLs participam da coordenação, apoio e segurança dentro do perímetro. Outra constatação que podemos fazer através deste vídeo é que embora digam que o inglês é o idioma da missão, na verdade a missão é francofônica. No trato com a polícia haitiana os diálogos em sua grande maioria são em francês. Agora imaginem o problema enfrentado por mim e pela maioria dos policiais brasileiros que chegam a Porto Príncipe. Eu, por exemplo, só sabia falar bonjour (boa dia) em francês. Tive que aprender na marra, no dia-a-dia, na rua. Não poderia deixar de destacar, também, que tive a sorte de ter trabalhado por 06 meses com o então Major Braga da PMPA(hoje T Cel), fluente em Inglês e Francês, o qual estava sempre disposto a nos ensinar palavras novas e a corrigir pronuncias. Lembro de uma situação vivenciada logo na segunda semana em que estava no haiti em que deslocávamos com a viatura da ONU até uma agência de viagens em PetionVille. Chegando ao local o Maj Braga desceu, pois iria comprar sua passagem para passar o CTO em casa. Eu permaneci na viatura juntamente com o UNPOL do Niger que nos acompanhava, foram 20 minutos de profundo silêncio, eu não falava francês e o UNPOL do Niger tampouco falava inglês. Lembrando disso agora começo a rir sozinho, mas no dia foi dureza. Aprendi francês depois de muitas aulas com o major, bem como durante o serviço nas ruas de Porto Príncipe. Grande abraço T Cel Braga!
Outro detalhe importante a ser considerado no trato com os UNPOLs de outros países, este aprendido com o Tenente Carrera PMDF, é o de saber ao menos as saudações como bom dia ou boa tarde nos mais diversos idiomas que compõe o universo de UNPOLs de cada missão. Repare na expressão de espanto do militar do Sri Lanka quando eu o cumprimento e digo "suba udesanak" que é bom dia na língua singalês. Grande abraço Carrera!
Em breve estarei postando outros vídeos e fotos de fatos do dia-a-dia da missão.

video

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Aterrissagem de Avião da ONU em Khartoum

video

Estava a procura de alguma coisa interessante no Youtube sobre a UNPOL ou missões de paz da ONU que pudesse demonstrar aos candidatos a Boina Azul um pouco da realidade no terreno. Encontrei este vídeo de uma aterrissagem de um avião da ONU no Aeroporto Internacional em Khartoum, capital do Sudão. Pelas imagens feitas por alguém do staff da ONU podemos visualizar um pouco da cidade, do rio Nilo e suas duas pontes (acredito que uma delas seja férrea) e o aeroporto. Pelas imagens podemos ter uma idéia de que o aeroporto de Khartoum é bem maior e mais movimentado que o Aeroporto Internacional Toussaint Louverture em Port au Prince - Haiti. Enquanto se visualiza muitas aeronaves em Khartoum, no Haiti a realidade é bem diferente, apenas aeronaves pequenas e dois ou três horários diários de grandes empresas (America Airlines e Air France). Vou ver se encontro entre as minhas filmagens alguma que possa dar uma idéia do aeroporto em Port au Prince para que todos possam fazer suas comparações.

Para quem já esteve lá (no Sudão), penso que sejam boas recordações. Para quem ainda não foi e pretende se candidatar a uma vaga de UNPOL esta é uma oportunidade de ter uma pequena idéia da capital do Sudanesa.

sábado, 17 de outubro de 2009

Formandos do Curso de Instrutor de Tiro para Oficiais da Brigada Militar realizam Viagem de Estudos na Alemanha


Ocorreu no último dia 09 de outubro, na APM em Porto Alegre, a formatura do Curso de Instrutor de Tiro para Oficiais - 2009. Após a formatura um grupo composto por 26 Oficiais, entre instrutores e formandos, iniciou uma Viagem de Estudos tendo como destino a Alemanha.

Durante esta semana o grupo visitou as empresas Walther, especializada na fabricação de pistolas para várias corporações policiais do mundo, e a famosa HK, na cidade de Oberndorf, a qual fornece o armamento para o GATE. Os diretores da HK renovaram o interesse em fornecer armamento para a corporação em eventos futuros como a Copa do Mundo de 2014.

A comitiva que é chefiada pelo T Cel Humberto Teixeira dos Santos, Chefe da PM-3, também visitou a cidade de Munique onde, além de visitar o estádio Allianz Arena, sede de jogos na Copa da Alemanha, entrou em contato com as autoridades policiais locais a fim de colher informações importantes a cerca do trabalho policial desenvolvido na época dos jogos da copa. Esta atividade já faz parte da preparação e qualificação dos Oficiais da Brigada Militar para a Copa de 2014, pois Porto Alegre será sede de jogos.

Entre os formandos da turma de instrutores de tiro está o Capitão Araújo (turma 1997), Boina Azul veterano da Missão de Paz em Kosovo - UNMIK, o qual, após o seu retorno da missão passou a servir na APM, assumindo a titularidade na cadeira de Inglês no Curso Superior de Polícia Militar. O Capitão Araújo (na foto o terceiro da esquerda para a direita) está auxiliando aos demais colegas na viagem desenvolvendo as funções de intérprete do grupo.

Foto dos Capitães Formandos do Curso de Instrutor de Tiro para Oficiais.


terça-feira, 13 de outubro de 2009

ONU realiza cerimônia póstuma em memória dos Boinas Azuis Uruguaios e Jordanianos


Foi realizada hoje, 13 de outubro de 2009, no Camp Charlie - Porto Príncipe - uma cerimônia de homenagem póstuma e despedida aos Boinas Azuis uruguaios e jordanianos que perderam a vida em um trágico acidente aéreo ocorrido na última sexta-feira no Haiti. Os militares estavam realizando um voo rotineiro de patrulha de fronteira quando caíram em uma região montanhosa perto da capital haitiana. A foto acima é do fotógrafo das Nações Unidas Marco Dormino. Veja mais fotos e leia a reportagem na íntegra no site da MINUSTAH.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Capitão Meirelles conclui treinamento no CIOpPaz no Rio de Janeiro


O Capitão Meirelles concluiu no dia 25 de setembro o treinamento preparatório para a Missão de Paz da ONU no Haiti - MINUSTAH. O treinamento desenvolveu-se no Centro de Instrução de Operações de Paz – CIOpPaz – no Rio de Janeiro. Sobre o curso Meirelles deu as seguintes informações:
foram 180 horas de teoria e prática. Muito bom o curso, bem organizado, técnico e voltado diretamente para as questões que o guerreiro vai enfrentar na missão. O pessoal veterano de missão disse que o ambiente no terreno é bem aquele mesmo.Na última semana de curso foi feito exercício de campo com montagem de team sites e missões de observação, reconhecimento, escolta de refugiados, negociação, inspeção de presídio e tudo mais. Com certeza o curso contribuiu.”
Agora o Capitão Meirelles, juntamente com o Cap Tadeu (PMERJ) e Cap Honda (PMAM), aguardam a entrevista telefônica do DPKO, última fase do processo de seleção. A previsão de embarque é para janeiro de 2010.

Fotos das Atividades no Curso no CIOpPaz - RJ






sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Avião da ONU cai no Haiti

Um avião da Organização das Nações Unidas - ONU - caiu nesta sexta-feira (13:30 hs - horário de Brasília) em uma região montanhosa a leste da capital haitiana - Porto Príncipe - próximo da divisa com a República Dominicana. O avião pertencia ao contingente militar uruguaio da MINUSTAH e a tripulação era formada por 11 boinas azuis de nacionalidade uruguaia e jordaniana e estava realizando uma missão rotineira de patrulhamento de fronteira. Segundo as informações oficiais prestadas pelo porta-voz das Nações Unidas não houve sobreviventes.
Leia a reportagem na íntegra no site da Folhaonline.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Capitão Araújo esteve na Missão de Paz em Kosovo - UNMIK - em 2006


Uma das preocupações que o Policial deve ter ao ser designado para uma missão de paz é a de verificar as condições climáticas que irá enfrentar no decorrer do ano em que estará a serviço da ONU. Isto será determinante na escolha do fardamento adequado para o serviço nos casos em que encontrará condições adversas. O Oficial deve estar consciente de que poderá se ver em meio a um furacão, como é normal na região do caribe (Haiti) nos meses de junho a outubro; poderá enfrentar calor extremo, como nos países do continente africano (Sudão); poderá, também, estar relativamente próximo a um tsunami, como o ocorrido semana passada na indonésia (próximo ao Timor). E por fim, o Oficial deverá estar preparado para enfrentar situações de frio extremo como o enfrentado pelo Capitão Araújo, da Brigada Militar -Turma de 1997, no período em que esteve na Missão de Paz em Kosovo - UNMIK- no ano de 2006. A foto acima mostra o Capitão Araújo saindo de casa para mais um dia de trabalho em Pristina, notem os coturnos quase totalmente cobertos pela neve. Segundo o Oficial os problemas já iniciavam pela manhã, pois para entrar no veículo muitas vezes era necessário colocar um líquido especial na fechadura da porta para que a neve derretesse e fosse possível colocar a chave para abrir o veículo. Outro procedimento, para nós brasileiros pouco usual, era a necessidade de utilizar correntes nos pneus em algumas situações. A variação de temperatura é um fator importante a ser considerado durante a adaptação ao novo país. Enfrentei situação semelhante, no entanto ao inverso, pois ao ser designado para a MINUSTAH embarquei em Porto Alegre com os termômetros marcando 5 °C, em pleno inverno gaúcho, e cheguei a Porto Príncipe – capital haitiana – no dia seguinte com termômetros marcando incríveis (pelo menos para mim) 42° C. Na primeira semana eu suava parado à sombra somente pelo fato de estar respirando.