terça-feira, 30 de novembro de 2010

Haiti: UNPOLs trabalham em todo território a fim de assegurar a legalidade do pleito eleitoral

Três dias após a realização do pleito eleitoral no Haiti integrantes da missão conjunta da Organização dos Estados Americanos (OEA) e do grupo regional do Caribe (CARICOM) informaram que as eleições foram consideradas válidas, muito embora a ocorrência de denúncias de fraudes por parte de segmentos da população o que ocasionou protestos em maior ou menor escala em todo o país. No próprio dia da eleição o chefe da Missão de Paz da ONU no Haiti – MINUSTAH – Edmond Mulet reconheceu que ocorreram alguns incidentes na cidade de Desdunes, cidade de 42 mil habitantes ao norte de Porto Príncipe. Houve relatos de disparos de arma de fogo e pessoas feridas no saque ocorrido em um local de escrutínio, sendo necessário a intervenção das forças de segurança e envio de veículos blindados até o local para recuperar o controle da situação. Ocorreram também problemas em Porto Príncipe, onde seções eleitorais atrasaram a abertura da votação em até 02 horas, bem como ocorreram problemas com eleitores não cadastrados e eleitores cadastrados que não sabiam onde deveriam votar. No mesmo tom da população, 12 dos 18 candidatos presidenciais denunciaram que as eleições sofreram uma grande fraude com vistas a favorecer o candidato da situação, Jude Celestin. No entanto, após as primeiras pesquisas, dois candidatos, Michel Martelly e a oposicionista Mirlande Manigat, ao constatarem possibilidades de vitória ou de estarem em um possível segundo turno, voltaram atrás e disseram acreditar que os votos devem ser contados. Em declaração aos órgãos da imprensa internacional que cobrem o pleito eleitoral, Edmond Mulet declarou hoje que o processo eleitoral no Haiti está estabilizado e que apesar dos problemas enfrentados, esta eleição foi bem melhor que a anterior.
No que se refere aos integrantes da MINUSTAH, em especial aos UNPOLs, a semana foi de intenso trabalho. Os Boinas Azuis tiveram papel fundamental para que os problemas fossem minimizados ao máximo e fosse assegurada a tranqüilidade necessária para que a população exercesse seu poder de voto. Equipes policiais da ONU foram destinadas para várias cidades do interior, sendo que o Tenente Couto, da Polícia Militar de Pernambuco, foi designado para trabalhar na cidade de Jeremie, capital do Departamento de Grand'Anse, situada a oeste de Porto Príncipe. A preparação começou com cerca de uma semana de antecedência com o deslocamento do efetivo. Nas fotos abaixo podemos ver a preparação do comboio na base em Porto Príncipe
Já nas fotos seguintes visualizamos o deslocamento realizado por rodovias e estradas do interior do Haiti.

Nas foto abaixo podemos ver o Tenente Couto durante uma parada do comboio para descanso e reorganização.

Várias reuniões de trabalho e avaliação foram realizadas, nas fotos abaixo podemos verificar duas dessas reuniões. Na primeira o Tenente Couto aparece em pé à esquerda, de braços cruzados.

Abaixo podemos ver um dos pontos de votação em Jeremie, sendo que na primeira foto um UNPOL canadense está conversando com um dos haitianos responsáveis pela seção eleitoral.
O trabalho dos UNPOLs somente terminará no momento em que retornarem a Porto Príncipe e entregarem as urnas para o escrutínio. Segundo informou o chefe da MINUSTAH, o Conselho Eleitoral deverá divulgar os resultados preliminares a partir do dia 07 de dezembro.

Fonte: Site Público 20 e O Globo,
Fotos: Facebook

Timor Leste: GNR é condecorada com a Medalha Ordem do Timor Leste

No último dia 28 de novembro, durante cerimônia comemorativa dos 35 anos de independência do Timor Leste, a Guarda Nacional Republicana – GNR - de Portugal (foto) foi condecorada com a Medalha da Ordem de Timor-Leste. A cerimônia foi realizada no Palácio de Governo em Díli, capital timorense, sendo presidida pelo Presidente da República Ramos Horta. Esta condecoração é a mais alta distinção feita pelo governo timorense a instituições que contribuem para o avanço da democracia naquele país asiático.
A GNR tem contribuído para a estabilização do Timor Leste desde 1999, ano da independência em relação à Indonésia, com o envio sistemático de efetivo policial para compor a missão de paz da ONU no Timor – UNMIT. Tendo em vista a importância do evento, o Comandante Geral da GNR, tenente-general Nelson dos Santos, viajou até o Timor Leste para receber a condecoração.
O Presidente Ramos Horta, em seu pronunciamento, destacou que “a condecoração representa o reconhecimento da população e do Governo ao papel desempenhado pela GNR no desenvolvimento de Timor-Leste”.
Na foto abaixo podemos ver um dos UNPOLs da GNR durante suas atividades de policiamento em contato com crianças timorenses.
Fonte:Site GNR e Luanda Digital

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Haiti: Vídeo mostra a conturbada história política do país que se prepara para as eleições no próximo domingo

A semana que antecede ao pleito eleitoral no Haiti, previsto para o próximo domingo, está sendo bastante agitada. No dia 21 de novembro, quatro dos dezenove candidatos à Presidência emitiram comunicado oficial conjunto requerendo o adiamento das eleições em virtude da epidemia de cólera que assola o país. Embora as pesquisas indiquem que nenhum destes candidatos tenha chance de vitória, o comunicado, de certa forma, trás fatos novos ao pleito e aumenta a tensão. Por outro lado, a esposa do ex-Presidente Leslie Manigat, Mirlande Manigat (foto), 70 anos, candidata apontada pelas pesquisas como tendo grande possibilidade de vitória, ressaltou que "não é razoável falar de adiamento. Estamos em um ponto no qual as pessoas estão preparadas para votar".

Outro canditato que aparece com chances de vitória nas pesquisas é Jude Celestin (foto), 48 anos, o qual enfrentou um incidente ontem na cidade de Jeremie durante um comício de sua campanha eleitoral. Um ônibus onde estavam seus correligionários foi alvo de disparos de arma de fogo quando chegava à cidade, tendo como resultado várias pessoas feridas. O candidato, em seu discurso, defendeu a não violência e pediu para que o povo responda ao atentado através do voto no domingo.

O Haiti tem uma história política conturbada desde a sua independência, muitos dos Presidentes foram derrubados por movimentos políticos contrários. Ao pesquisar na página do candidato Jude Celestin, encontrei um vídeo de aproximadamente 10 minutos que retrata um pouco a trajetória política daquele país caribenho. O vídeo mostra a foto de todos os ex-Presidentes informando, por exemplo, quais completaram o governo (full term), morreram durante o mandato (died in office) ou foram destituídos à força (overthrown). Interessante para constatar que a grande maioria sofreu um golpe de Estado. E muitos dos que assumiram o poder em decorrência de um golpe, também foram derrubados, numa sequência interminável de disputas políticas.

(Fonte: site AFP , Straitstimes, Judecelestin2010)

video

Esperamos que as eleições do dia 28 de novembro, através da qual os haitianos elegerão o Presidente, Deputados e Senadores, transcorram dentro da normalidade esperada e que o Presidente escolhido democraticamente pelo povo possa conduzir o país à uma estabilidade interna, com um governo que busque o diálogo com as várias correntes políticas e que, sobretudo, alcance avanços significativos nas áreas sociais.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Moçambique: Oficiais da Brigada Militar enviam notícias do curso de capacitação para Bombeiros Moçambicanos

O curso de capacitação para instrutores do Serviço Nacional de Salvação Pública de Moçambique, o Corpo de Bombeiros moçambicano, patrocinado pela JICA (Japan International Cooperation Agency), e que está sendo desenvolvido na capital Maputo sob a coordenação dos Capitães João Batista (APM/RS 1995) e Cláudio Morais Soares Junior (APM/RS 1997) entra em sua fase final. O Capitão Morais nos enviou informações e fotos a respeito do andamento das instruções destacando que apesar do pouco tempo que resta, tendo em vista que o término do curso está previsto para o dia 09 de dezembro, ainda há muito trabalho a fazer, pois "ainda temos pela frente matérias importantes e práticas que vão exigir bastante aplicação por parte do alunos e dos formadores, uma vez que vamos para os trabalhos em altura e desencarceramento, além de buscas em espaços confinados. Esperamos atingir os objetivos que nos propomos."
Na foto abaixo podemos verificar uma instrução de Salvamento em Altura, que em Moçambique é denominada de "Grande Ângulo". Esta instrução, segundo o capitão Morais, "com ênfase nas voltas e nós, objetiva dar os fundamentos necessários para a realização de ancoragens e amarrações durante as demais atividades de salvamento".

Na foto seguinte podemos visualizar uma avaliação prática das aulas de Voltas e Nós conduzida pelo Capitão Morais, na qual qual os alunos deveriam demonstrar sua capacidade de memorização na confecção e aplicação dos diversos tipos de nós e amarrações aprendidos.

Na foto seguinte visualizamos os Capitães João Batista (esquerda) e Morais realizando uma avaliação da Matéria de primeiros socorros com ênfase na análise primária e manobra de reanimação cárdio-pulmonar (RCP).A foto abaixo foi tirada durante uma demonstração realizada pelos alunos aos coordenadores do curso e avaliadores externos da JICA, os quais, segundo o Capitão Morais, teceram vários elogios ao trabalho realizado.
Durante o transcorrer do curso são realizadas reuniões periódicas de avaliação com os representantes da JICA. O Capitão Morais destaca que nessas reuniões "são discutidos os aspectos de ensino e aprendizagem, além de responder a questionamentos sobre as atividades realizadas e prestação de conta dos equipamentos recebidos". Na foto abaixo vemos o Capitão Morais(esquerda) e o Capitão João Batista (direita) em uma dessas reuniões.
O Capitão Morais destaca, ainda, que tiveram poucas oportunidades de interação com a população, pois passam praticamente o tempo inteiro no circuito Hotel-Bombeiros-Hotel. No entanto, durante estes deslocamentos puderam verificar que muitas crianças na periferia não se comunicam em língua portuguesa, somente em um idioma local conhecido por "Changana", oriundo da língua nativa "Banto". Uma cena que lhes chamou muita atenção foi o contraste que se verifica na foto abaixo, onde podemos ver em primeiro plano a população em uma feira livre bastante precária e ao fundo um imponente estádio de futebol que está sendo construído para as eliminatórias para a Copa Africana de Nações de 2012 que será realizada conjuntamente por Guiné Equatorial e Gabão. Moçambique está no grupo 03, juntamente com Zâmbia, Líbia e Ilhas Comores.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Haiti: Vídeo da Euronews mostra imagens das manifestações de ontem

Vídeo postado no site da agência de notícias Euronews mostra cenas das manifestações ocorridas ontem no Haiti, bem como as palavras do porta-voz da MINUSTAH afirmando as possíveis motivações políticas que envolveram essas manifestações.
Em uma das cenas é possível visualizar os procedimentos preventivos, limpeza de viaturas e de coturnos, adotados pelo contingente de capacetes azuis a fim de proteção contra a epidemia de cólera que já atingiu seis das dez regiões do país.

video

Fonte: Site Euronews

Haiti: Manifestações contra a MINUSTAH deixam saldo de duas mortes

A segunda-feira (15 nov) foi de intensas manifestações da população contra a presença da ONU no Haiti. Os confrontos mais violentos ocorreram em cidades do norte do país. Em Cap Haitien, uma das maiores cidades haitianas, manifestantes armados atiraram contra as tropas da MINUSTAH. Segundo o porta-voz da ONU, Vicenzo Pugliese, os Soldados agiram em legítima defesa e revidaram ao ataque sofrido resultando em um civil morto. Uma das mortes foi registrada em Quartier-Morin, quando homens armados tentaram entrar no heliporto da base militar da ONU. Manifestantes armados atiraram contra soldados do heliporto, que, por sua vez, revidaram e acertaram um dos agressores. As manifestações ocorreram em virtude da epidemia de cólera, a qual teve sua origem atribuída à Soldados nepaleses, e que em apenas um mês provocou a morte de quase mil haitianos em várias regiões do país.
No entanto, autoridades da ONU atribuem a onda de protestos à proximidade das eleições legislativas marcadas para o próximo dia 28 de novembro e a possível participação de partidos políticos com o intuito de provocar a desestabilização e desordem na população, com vista a obter vantagens nas eleições.
No período em que estive no Haiti (jun 2007 a jun 2008) acompanhei várias manifestações da população contra o governo e contra a MINUSTAH, principalmente na capital Porto Príncipe, e invariavelmente eram partidos políticos que manipulavam estas manifestações. Em um primeiro momento, um estrangeiro desavisado poderia pensar que aquelas eram manifestações legítimas do povo em um país de governo democrático, no entanto, com o passar do tempo, verificamos que as manifestações eram extremamente organizadas, com hora para iniciar e para terminar. Em uma dessas oportunidades, um amigo haitiano nos relatou que cada grupo de manifestantes tinha um líder e este recebia cerca de 10 dólares por dia para colocar o seu grupo na "rua". As manifestações de maio de 2008 culminaram com a queda do Primeiro-Ministro.
Embora a situação hoje seja outra, bem como a motivação para as manifestações, não pude deixar de lembrar de fatos práticos que vivenciei nos 12 meses de estada em Porto Príncipe.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Haiti: Epidemia de cólera ganha novo impulso

A epidemia de cólera iniciada no começo do mês de outubro na região do rio Artibonite se alastrou rapidamente pelo Haiti atingindo a capital Porto Príncipe e, nesta semana, a cidade costeira de Gonaives. Foram pelo menos 724 mortes nas últimas semanas, sendo que as autoridades sanitárias haitianas contabilizaram certa de 80 mortes em todo país somente na última terça-feira (09 nov 2010). As autoridades confirmaram, ainda, que já ultrapassa de 11 mil o número de pessoas infectadas e atendidas em hospitais. O principal vector da transmissão da doença é a água contaminada.
A confirmação de que o tipo de cólera que está atingindo a população não é originária do Caribe e sim da Ásia fez com que as suspeitas sobre a origem da epidemia recaíssem sobre os Boinas Azuis nepaleses, cuja base encontra-se em Mirebalais, foco principal de disseminação da doença. Embora o comando da MINUSTAH tenha sido enérgico ao afirmar que esta notícia não tinha fundamento, tendo em vista que o contingente Nepalês fora substituído entre 8 e 15 de outubro e que os novos militares foram submetidos a exames prévios que confirmaram seu bom estado de saúde, a imagem da MINUSTAH foi manchada perante a opinião pública haitiana, visto que ainda paira o sentimento de desconfiança para com as autoridades da ONU.
O furacão Tomas, o atingir o Haiti no início do mês, aumentou o flagelo da população, pois cerca de um milhão e trezentos mil pessoas continuam a viver em acampamentos constituídos por barracas de lona. As condições de salubridade são quase que inexistentes, o que torna o ambiente propenso ao surgimento e propagação de várias doenças. Na foto abaixo temos uma prova de que estes acampamentos estão literalmente distribuídos por toda a capital haitiana, pois podemos visualizar várias barracas montadas em uma praça em frente ao Palácio Nacional.


Nas fotos seguintes podemos ver vários desses acampamentos distribuidos em locais distintos da capital Porto Príncipe.

Uma das cidades que mais sofreu danos com a passagem do furacão Tomas foi Leogane, justamente a cidade onde se localizou o epicentro do terremoto do dia 12 de janeito de 2010. As imagens abaixo nos possibilitam ter uma idéia dos estragos. Na primeira vemos a população enfrentando a correnteza provocada pela inundação em uma das ruas centrais da cidade. Já na segunda podemos ver a ação de voluntários da organização "All Hands Volunteers" realizando a limpeza de uma das salas do hospital Saint Croix que teve que ser evacuado ao ter suas dendências invadidas pela água.


Fonte: Site do Terra, All Hands Volunteers, AFP e Euronews

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Capitão Frederes é condecorado pela Assembléia Legislativa - RS

No Estado do Rio Grande do Sul anualmente o mês de setembro é destinado às comemorações referentes à Revolução Farroupilha. Inserida neste contexto, a Assembléia Legislativa do Estado concede a Medalha da Legislatura a pessoas que se destacam por suas ações e empreendimentos.
Neste ano um dos agraciados com a Medalha da 52ª Legislatura foi o Capitão da Brigada Militar Moggar Frederes de Mattos (foto) em virtude de sua participação na Missão de Paz da ONU no Haiti - MINUSTAH. A distinção foi concedida no dia 14 de setembro de 2010 pelo presidente da Assembléia Legislativa, deputado Giovani Cherini (lenço vermelho), e pelo deputado Gilmar Sossella (direita), autor da proposição. O deputado Sossella prestou a homenagem como forma de reconhecimento aos atos de coragem e a defesa da paz, aliado ao fato de que "a nossa sociedade precisa de bons exemplos de vida", resumiu o parlamentar.

O capitão Frederes, durante o tempo em que esteve no Haiti, atuou na Academia da Polícia Nacional Haitiana e na Diretoria de Operações, onde fomos colegas de unidade. As fotos abaixo foram tiradas durante uma visita que nós fizemos à Base da FPU Chinesa em abril de 2008. Na primeira, o Capitão Frederes aparece em primeiro plano conversando com o Comandante Chinês e na segunda aparecemos no hall de entrada da base.
Após seu retorno do Haiti, no início de 2009, o capitão Frederes trabalhou na APM/RS e atualmente exerce a função de Chefe da Assessoria de Análise da Violência e da Criminalidade Ordinária da Agência Central de Inteligência do Estado Maior da Brigada Militar.

Parabéns a este Boina Azul que teve seu valor reconhecido pelo legislativo gaúcho!

Fonte: Site da Assembléia Legislativa do RS

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

MINUSTAH: Integrante da UNPOL é morto em Port de Paix

O site de notícias Diário Digital publicou em sua página oficial que um integrante da UNPOL da MINUSTAH foi morto na cidade de Port de Paix (foto), localizada no noroeste do país. A notícia não trás outras informações, apenas que a morte decorreu de um ferimento provocado por faca. O comando da missão ainda não divulgou a nacionalidade do UNPOL, no entanto informou que o corpo foi encontrado por outro integrante do staff da ONU e que as investigações já estão em andamento com a finalidade de apurar as causas da morte e a autoria.
Fonte: Site Diário Digital.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Dia de Homenagear heróis brasileiros

Hoje no Brasil e em vários países latino-americanos é celebrado o dia dos finados, momento de reflexão e de homenagens destinadas à memória dos entes queridos que já nos deixaram. Este ano devemos também dedicar este dia à lembrança das vítimas do trágico terremoto que atingiu o Haiti em 12 de janeiro de 2010. Em especial, devemos enaltecer aos brasileiros boinas azuis que tombaram no cumprimento de sua nobre missão. Nas fotos abaixo podemos ver o monumento erguido no BRABATT (Brazilian Battalion), Porto Príncipe, em homenagem aos heróis brasileiros.

O local, como não poderia deixar de ser, virou ponto de visitação obrigatório para os UNPOLs brasileiros que estão trabalhando atualmente no Haiti, como no caso do Capitão PMAM Fábio Honda Nascimento e do Tenente PMPE Ricardo Phillipe Couto de Araújo. O Capitão Honda aparece na primeira foto abaixo juntamente como o Coronel EB Rêgo Barros e o Coronel EB Silva Filho, os quais, na época em que a foto foi tirada, eram respectivamente o Cmt e o Chefe da Comunicação Social do Brabatt. Na foto seguinte podemos ver o Tenente Couto no dia em que esteve prestando suas homenagens às vítimas, muitas das quais eram amigos próximos, quer seja pelo convívio no curso no CIOPPAZ, ou mesmo pelo trabalho diário no Prédio do QG da MINUSTAH.


Nas fotos seguintes podemos visualizar detalhes do monumento composto por pequenas caixas com fragmentos dos escombros dos locais onde militares estavam prestando serviço no momento do terremoto. Os três locais são o QG da MINUSTAH, o Forte Nacional (Base brasileira encravado na favela de Belair) e a Casa Azul (Ponto de controle existente na entrada da favela de Cité Soleil). Na parte superior de cada caixa encontramos o nome das vítimas.
Por fim, não podemos deixar de render nossas homenagens ao amigo Capitão PMDF Cleiton Neiva, o qual pereceu sob os escombros do QG da MINUSTAH, o Hotel Cristhoper, quando desempenhava a função de Chefe da Segurança das instalações da ONU e coordenador das equipes de segurança das autoridades que se entravam no local. Bem como, ao Deputy SRSG, o brasileiro Luiz Carlos da Costa, o qual era a mais alta autoridade brasileira em atuação em missões de paz em janeiro de 2010.

A todos esses heróis brasileiros as nossas sinceras homenagens!