segunda-feira, 5 de julho de 2010

Boina Azul: um sentimento passado de pai para filho

A participação em uma Missão de Paz das Nações Unidas é uma experiência profissional e de vida sem igual. Todo veterano de missão sabe do que eu estou falando. Não interessa em qual missão ou em qual continente o policial desenvolveu suas atribuições de United Police - UNPOL, nem se ele participou de uma ou mais missões. O certo é que a participação, por si só, já é motivo de realização pessoal e de orgulho para familiares, amigos e colegas de farda. Imagine então se esta experiência fosse vivenciada por pai e filho, ambos Oficiais da Polícia Militar, em épocas diferentes. Pois foi exatamente isto que ocorreu na Polícia Militar do Distrito Federal - PMDF.
Pai e filho vivenciaram esta experiência, um na ONUMOZ e outro na MINUSTAH. Esta história começa em novembro de 1993 quando o então Capitão Sérgio Carrera se apresentou, juntamente com outros Oficiais, para o período de 12 meses de serviço na Missão de Paz da ONU em Moçambique - ONUMOZ. Seu período de treinamento inicial - Induction Training - ocorreu no QG da ONU em Maputo, capital moçambicana como podemos ver na foto abaixo, onde o Cap Sérgio Carrera é o primeiro na esquerda:

Durante sua estada em Moçambique o Capitão Sérgio Carrera desenvolveu várias atividades importantes como UNPOL, conforme podemos verificar nas fotos a seguir onde o oficial aparece durante negociação com autoridades locais e, na segunda foto, atuando como intérprete durante visita do Comandante Geral da Polícia da Suécia a uma delegacia policial moçambicana:Imagino como deve ter ficado orgulhoso o agora TCel RR Sérgio Carrera quando seu filho foi aprovado no processo seletivo do COTER e designado para compor a Missão de Paz da ONU no Haiti em 2007. Pois foi assim, dando continuidade à tradição iniciada pelo pai, que o então 1º Tenente Carrera se apresentou em Porto Príncipe em dezembro de 2006 para exercer as funções de UNPOL. Tive a oportunidade de conviver diariamente com o Carrera por seis meses em Porto Príncipe. Acompanhei o seu trabalho dedicado e qualificado junto à Diretoria de Operações da MINUSTAH, onde chegou, por seus méritos, a exercer a função de Diretor interino. Abaixo algumas fotos do Carrera no Haiti. Na primeira podemos vizualizar um contato mantido em um posto de fiscalização do exército da Bolívia na Rota Nacional 01. A segunda mostra a reunião para o desencadeamento de uma operação policial na periferia de Porto Príncipe. Na última, podemos ter uma visão da favela de Cité Soleil, nesta foto aparece também o TCel Braga da Polícia Militar do Pará -PMPA, o qual era o Chefe de Contingente dos brasileiros em 2007. Tradição de pai para filho...não é à toa que o Capitão Carrera se tornou uma referência a nível nacional quando o tema abordado é o "Serviço Policial em Missões de Paz", pois o assunto, como pudemos constatar, já fazia parte das conversas em família havia muito tempo.

Parabéns à família Carrera!

2 comentários:

MCP disse...

1º Tenente Sérgio Carrera


Como amigo fico muito feliz em saber que o 1º Tenente Carrera fez parte de algo tão importante para o nosso País, serve de orgulho para todos nós. Abraços a Família Carrera. Lembranças do Amigo Michel Coelho

nathan disse...

Sei da competência, nível e contribuição que, tanto o pai(Ten.Cel.Antonio Sergio Carrera) como o filho (1º Ten. sergio Carrera),prestaram ao Brasil, quando de suas missões.O que nos deixa muito orgulhosos.


Nathanael Carrera (Irmão e Tio)